N estamos em guerra, proporcionalmente n tem como comparar as duas situações, sua mulher vai ter mto mais filho do q vc vai lutar Anônimo

Em primeiro lugar, os filhos homens que ela gerar podem muito bem lutar em guerras vindouras, pra defender nossa família, nosso povo, nossa sociedade. E se estamos falando de comparação entre gêneros, então deve-se considerar homens em geral, e mulheres em geral, da população como um todo, em todos os momentos da história... não o meu caso particular. Essa é a lógica que se aplica a este problema. E é assim que, deixando descendentes homens, que lutarão em guerras (pois ninguém é imbecil o bastante de pensar que guerras jamais chegarão novamente até nós), as coisas voltariam a se equilibrar em termos de responsabilidades entre homens e mulheres... isso se estamos considerando apenas estes dois aspectos: parir filhos X lutar na linha de frente em guerras.

Em segundo lugar... Sim, estamos em guerra! Não uma guerra entre exércitos oficiais de nações, mas um tipo de guerra civil, dentro da nossa própria nação. O que o Brasil vive hoje é um verdadeiro cenário marcial, com criminosos que agem como inimigos de guerra mesmo. E nesse sentido o homem tem uma responsabilidade muito maior de defender a família. Uma mulher sozinha, com crianças ainda, fica extremamente vulnerável. E esse é apenas outro aspecto do equilíbrio de responsabilidades.

(Isto é, gerar filhos é só um dos aspectos da responsabilidade da mulher... como defender a família de ameaças é outro aspecto da responsabilidade do homem. Há muitos outros aspectos. E no fim tudo se equilibra... não é gerar filhos que põe mais peso nas costas da mulher.)

2 meses atrás.





Quer perguntar ou ver mais respostas de Blackswastika?


Clique e acesse agora:
http://mepergunte.com/blackswastika



Blackswastika