no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu


Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escola, lembre-se de começar pelos corredores para que ninguém possa escapar.
No final das contas, somos imunes às chamas, não é verdade?
Acendemos uma fogueira numa sala abandonada do colégio. Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu


Por estar onde estávamos e por sermos quem somos sabíamos que nunca iriam nos achar.
No escuro e no frio ficamos escutando músicas e, enquanto isso, o fogo queimava o chão. Aos risos o vimos começar a consumir os avisos e os papéis afixados nas paredes daquela sala, e então ficamos presos entre as chamas e a porta. Não tínhamos como sair.
No escuro e no calor a sala com janelas fechadas queimava, e não havia saída para nós. O desespero nos queimou mais profundamente que as chamas, e quando as mesmas chegaram eu só me lembro de desmaiar.
Acordei intacto no meio daquela sala negra. Tudo naquela escola havia queimado e quebrado, apesar de não haver mortos: Todos conseguiram escapar, ao passo que nos deixaram para morrer nas chamas.
Apesar disso, nós quatro sobrevivemos intactos e acordamos na mesma sala onde tudo começou. Nos perguntamos o que havia acontecido, por que não nos queimamos e, acima de tudo, por quê aquela sala não desmoronou como todas as outras?
Sorte? Ironia do destino? Um poder divino superior? Até hoje não sabemos a resposta. Talvez aquela sala só fosse bem construída.
O fogo apesar de não nos queimar, deixou em nós uma marca: Ele derreteu as diferenças e forjou uma união, uma união ao som de Kings of Convenience, pois os quatro abandonados por todos naquela sala sobreviveram, juntos e esquecidos.
Se sentimos remorso? Não temos esse direito.
O que aprendemos? Quando colocar fogo na escescuro e Anônimo

Preguiça de ler essa porra

3 meses atrás.





Quer perguntar ou ver mais respostas de Danilo?


Clique e acesse agora:
http://mepergunte.com/ffdns



Danilo