Queria saber a opinião de alguns estudantes do curso de física da ut. Eu percebo que é uma comunidade de acadêmicos muito isolada e desunida.
Até a maneira como o curso é tratado nas redes sociais da própria universidade, parace que a instituição não acredita no curso, sendo que nos outros cursos a galera sente orgulho de conseguir a vaga, porém quando é em física a maioria entra por quê é o curso que a nota deu.
Será que é justo tirar a vaga de uma pessoa que realmente queria cursar física, mesmo que a nota seja inferior à nota da pessoa que entrou por quê é o que deu?
Veja só, eu entrei no curso com a expectativa de fazer amigos, estudar o que eu gosto e trabalhar com o que eu acredito ser parte de mim no futuro.
Pra entender melhor vamos pegar como exemplo um estudante de engenharia elétrica... O cara passou anos estudando pra entrar na universidade, fazer amigos e conviver com pessoas que acreditam nas mesmas coisas que ele, coisas relacionadas à área de atuação e não políticas. Daí o cara se vê, no 5º/6º do curso, rodeado de pessoas que estão ali por quê é o que deu pra elas. Não gostam de engenharia elétrica, não gostam de circuitos lógicos, arduino, baterias, inovação tecnológica e blábláblá... O que ele vai levar para o restante da vida dele?
O cara vai sair da graduação sem nenhum tipo de representatividade, sem um companheiro pra tirar alguma dúvida, um possível parceiro de negócios e por aí vai. Sem contar que nesse exemplo o curso de engenharia elétrica não é representado nas publicações da universidade, nas oportunidades de estágio, nas estatísticas de cursos que mais formam.
É o que eu sinto com relação ao meu curso, que não há uma história pra contar lá no momento da feira de cursos, não há um atrativo, porém a sensação de ser um repositório da esperança de conseguir mudar de curso depois. Pra ter uma ideia do que estou dizendo a minha turma, por exemplo, entrou com cerca de 30 pessoas e ao longo dos anos essas 30 pessoas foram reduzidas a 15 pessoas. Dessas 15 pessoas nem 4 ou 5 delas estão periodizadas e o restante ta correndo atrás, sem contar os que ainda não largaram o curso, o que vai diminuir ainda mais essa amostra. Alguns dos que sairam conseguiram mudar de curso, outros fizeram o vestibular novamente.
1º-Então o que as pessoas que verdadeiramente sabem o que querem pensam a respeito dessa parada?
2º-Será que vamos conseguir manter um curso em meio à uma comunidade tecnológica?
3º-O que dizer pra essa nova leva de estudantes que estão entrando no curso?
4º-Será que estamos limitados às políticas públicas que nos impedem de prosperar na área?
5º-O que os veteranos pensam com relação ao horário do curso? Será que ele permite uma flexibilidade viável pro aluno que deseja fazer outras atividades no dia, como trabalhar por exemplo?

Bom, com relação a terceira pergunta, a minha sugestão seria esclarecer a todo momento o que é o curso e ao que ele se propões, pois eu sempre vejo os calouros um pouco confusos quando estão começando no curso. Vai ser professor, vai ser pesquisador, vai trabalhar na nasa? É bom lembrar que o curso é de Licenciatura, então nada mais natural que perceber que, a princípio, o curso está te preparando para atuar na área da docência.
Eu escrevi nasa ali e por mais que possa parecer zoeira, não é.
Já vi um cara colocar patch da nasa na mochila e no 3º período dizer que ia fazer o vestibular pra UFPR no bacharelado pois na ut não tinha Física e era só didática e coisinhas de humanas...

Acho que já me estendi o bastante, porém espero que a mensagem seja bem entendida. Anônimo

Eu não curso física, mas seus questionamentos são extremamente pertinentes e se encaixariam para vários cursos.
Achei muito legal você compartilhar conosco!
Força e vamos que vamos!!
Bjo

8 meses atrás.





Quer perguntar ou ver mais respostas de Spotted UTFPR?


Clique e acesse agora:
http://mepergunte.com/spottedutfpr



Spotted UTFPR